segunda-feira, 24 de abril de 2017

News Flash: abril 2017

Em abril, novidades mil. Lá por Portugal estar parado não quer dizer que o mundo não gire - o hardcore respira saúde. Compilação de novidades frescas em baixo para te animar nestes dias entre feriados.


Salad Days Podcast


O David meteu as mãos à obra e arrancou com um podcast sobre punk e hardcore em português. Já com quatro episódios na bagagem, tendo até agora convidado o Ratão de Time-X, o Raykar de Day of The Dead, o Rattus de Albert Fish e o Bernardo de We Bless This Mess, já há um bom par de hora de conversa sobre percursos, histórias e curiosidades, tanto da  velha como da nova escola. Novos episódios lançados quinzenalmente, por isso não precisam de esperar muito mais por novidades.

Podem escutar o Podcast no Youtube ou iTunes e acompanhar as novidades na página do Facebook, blog, Instagram ou Twitter. A isto chamo ir a todas...

Novos lançamentos


Atlantes - Adamastor - Portugal e França sempre foram países amigos e não foi um disparo do Éder que matou séculos de ligação. Nesse clima de amizade nasceu este projecto do Luis Rattus (Crise Total, Albert Fish, etc) com o Wattie de RIXE, os Atlantes. E não fosse ter apanhado uma conversa cruzada num qualquer grupo do Facebook se calhar ainda não tinha descoberto este disco altamente, que já é o segunda da banda. Se gostam de Oi! com aquele vibe épico-mitológico na onda de Battle Ruins mas mais ligado às proezas quinhentistas no Atlântico este disco é obrigatório.

Protester - Hide From Reality - Parte da nova vaga do hardcore de DC que surgiu à um par de anos, straight edge de malta chateada para malta chateada. O Ray Cappo é barrado e o youth crew fica à porta, não há coros em uníssono nem músicas sobre união. Um dos discos a ter em conta em qualquer lista de melhores do ano...

Poder Absoluto - Puro Sonido Valencia - Mesmo que eles repitam mil vezes que isto é Valência e não Boston ou Nova Iorque, as influências são claras. Depois de dois EP's aqui está o primeiro LP dos Poder Absoluto. Totalmente cantado em castelhano, como habitual, mais 11 faixas onde se destila hardcore à Tang-era Boston, raivoso e interventivo. Aguardo ansiosamente a chegada do disco a casa (atraso nas impressões das capas), o artwork do Andy Fletcher é top.

Terror - The Walls Will Fall - Em equipa que ganha não se mexe. Os Terror já andam nesta vida faz vários anos e o calo é bem audível. Com discos mais memoráveis que outros, mas sem inventar muito continuam o seu percurso super sólido, sendo que agora regressam aos EP's com novo disco que satisfaz qualquer fã da banda. Menos malhas significa que não chegas a meio já cansado, o que para mim é um dos grandes pontos positivos. Recém saído pela bostoniana Triple B, ainda há tempo para fechar com uma cover de Madball ("Step To You"). 

Foreseen - Grave Danger - Não há muito mais a acrescentar ao percurso destes miúdos finlandeses que passo a passo vão ganhando cada vez mais destaque, e com todo o mérito. Atualmente em tour nos EUA a apresentar este novo disco que consegue ser um ótimo follow-up ao ENORME Helsinki Savagery. A tarefa era difícil, mas não desaponta. A banda continua a fazer aquele ponte entre o hardcore e o thrash metal como poucos conseguem fazer (bem!). Podes abanar o capacete com os solos demoníacos ou moshar que nem um maluco nas mosh parts, não te vais sentir excluído...Quero muito ver esta banda ao vivo. E ter este disco.

Shipwrecked - Self Titled - O regresso dos vikings. Saído bem a tempo da viagem a Boston para tocarem com Battle Ruins, este disco marca o regresso dos noruegueses aos discos. Para ser sincero ainda só ouvi a malha que está no Youtube, mas tendo em conta aquilo a que eles nos foram habituando, só pode ser bom. Por esta altura as cópias que vou receber já estarão em trânsito, por isso é uma questão de dias até começar a girar lá em casa.

Outbreak Fest 2017



Infelizmente não estarei presente mas todos os esforços estão a ser desenvolvidos para existir reportagem pós-show. Aquele cartaz de sábado enche-me as medidas - tão, tão, tão bom! E domingo também não é nada de se deitar fora.

Mind Control #2

Até parece ser a gozar, mas o número 2 da Mind Control voltou para a linha de produção. Deadline: Natal - o Pai Natal merece algo melhor do que duas bolachas e um copo de leite.

Sem comentários:

Enviar um comentário